Por que um coworking é a melhor ideia para trabalho remoto?

Em posts anteriores no blog do Beework falamos sobre como o trabalho remoto já é uma realidade. Observamos uma tendência ascendente em que os trabalhadores optam por trocar o seu escritório tradicional pela casa, um coworking ou outros espaços polivalentes e que lhes permite ter uma maior flexibilidade. Conforme detalhado nos relatórios de Employer Branding da Randstad, uma empresa líder de RH, o que os trabalhadores atualmente mais exigem é flexibilidade de trabalho e a reconciliação entre a vida pessoal e profissional.

A situação de crise econômica mundial apenas avançou algo que já era iminente: o escritório tradicional como o conhecíamos até aquele momento estava em mutação.

Se levarmos em conta também o grande boom de flexibilidade da mão de obra, temos o cenário atual: a maioria das pessoas prefere o teletrabalho. De acordo com uma pesquisa CIS realizada entre 23 e 26 de novembro de 2020, 65% dos trabalhadores que trabalham remotamente o fazem diariamente, 12% cerca de uma semana por mês, 9,3% menos de duas semanas por dia. Mês e 9% menos de cinco dias um mês. Além disso, quase 80% consideram a sua experiência de trabalho remoto  muito ou bastante satisfatória .

Porém, nem todo espaço é válido para funcionar. Embora com certeza você possa trabalhar de qualquer lugar, da sua casa, do refeitório, da praia … hoje explicamos três pontos fundamentais que fazem a diferença em um bom ambiente de trabalho e que farão com que sua produtividade seja mais efetiva e com qualidade de vida no trabalho muito mais satisfatório.

1.- Encontre um bom espaço para trabalhar.

Tenha um bom espaço no qual você se sinta confortável. Acima de tudo, que tenha luz e mobília certas. É imprescindível trabalhar em boas condições para que nossa saúde não seja prejudicada.

Quanto ao espaço de trabalho compartilhado, também é muito importante que seja exclusivamente isso, o seu espaço de trabalho. Em um coworking você terá a opção de separar os espaços de trabalho dos espaços de estar ou de descanso. Isso também o ajudará muito a se desconectar.

2.- Crie rotinas.

É importante continuar tendo um cronograma, não precisa ser muito rígido, devemos deixar a mente descansar, mas com um planejamento mínimo.

Desta forma, ao criar e manter uma rotina, poderá manter bons índices de produtividade e, acima de tudo, sentir-se melhor consigo mesmo.

Em muitas ocasiões, a falta de rotinas leva a pouca produtividade. Isso, por sua vez, causa um sentimento de decepção e desmotivação no trabalhador. Por isso, trabalhar em coworking será muito útil, você vai sair de casa, trocar de lugar, se mudar e terá que planejar o seu dia.

A partir de segunda-feira propomos uma dica extra: programe seus dias, indicando quais são seus principais prazos, os momentos de descanso, as reuniões do dia. Assim você saberá quanto tempo precisa despender e isso o ajudará a manter uma rotina.

3.- Mova-se.

É sempre importante respeitar os tempos de descanso, mas também é importante que você se mova e interaja. Algo muito fácil se você estiver em um coworking. Levante-se, tome um café, converse com outra pessoa, troque ideias e opiniões. No final das contas, são formas de liberar e desanuviar a mente que fazem você redefinir e reiniciar suas tarefas com mais vigor e força.

Se formos um passo adiante, o melhor é o esporte. Na segunda temos academias para você liberar adrenalina nos intervalos. Você sabe o que dizem:  Mens sana in corpore sana.

Resumindo, desde segunda-feira acreditamos que sem dúvida o coworking é o futuro do teletrabalho. Depois do que discutimos, qual opção melhor você pode pensar para trabalhar à distância? Além disso, na segunda-feira somos fiéis defensores da flexibilidade trabalhista e por isso nos adaptamos a qualquer necessidade que nossos trabalhadores possam ter. Temos diversos planos para que possa escolher o que mais lhe convém. Todas as instalações! Se você tiver alguma dúvida, não hesite em nos contatar. Teremos o maior prazer em ajudá-lo.

Visite também: afiliados-na-web.com/endereco-fiscal-em-ribeirao-preto-como-escolher-para-empresas