saúde feminina

Os principais cuidados com a saúde feminina

De acordo com dados do Ministério da Saúde, a principal causa de morte das mulheres brasileiras são as doenças cardiovasculares, chegando a 35% delas. Logo atrás vem o câncer de mama, e outros tipos de cânceres em seguida.
Recentemente passado o Dia Internacional das Mulheres, no último dia 08, vem à tona diversas campanhas de cuidados com a saúde feminina, pois, muitas vezes, elas têm a vida tão corrida, com uma jornada dupla (ou até tripla) de trabalho, cuidando da carreira, dos estudos, dos filhos, do marido, da casa… e acaba se esquecendo da própria saúde. Por isso, o mês de março é todo dedicado a elas, para que se lembrem de si, e para que a sociedade possa também se conscientizar da importância que as mulheres têm no desenvolvimento do mundo.

Mas saiba que cada etapa da vida da mulher tem uma forma de ser cuidada, com exames específicos e, neste artigo, vamos te mostrar os principais cuidados com a saúde feminina em cada faixa etária.

  • Como se cuidar em cada faixa etária

Sabe-se que o ideal é que toda mulher, de modo geral, visite o seu ginecologista, ao menos, uma vez ao ano. Porém, existem cuidados distintos para cada faixa etária, e nós vamos te mostrar.

  • A partir da primeira menstruação ou primeira relação sexual: É recomendado que a adolescente seja apresentada ao médico ginecologista logo ao entrar na puberdade ou dar início à vida sexual. Desta forma, muitas dúvidas serão sanadas e, no caso de vida sexual iniciada, um método contraceptivo ideal lhe será indicado. O exame mais comum aqui é o ultrassom pélvico, para certificação de que tudo está funcionando perfeitamente.
  • Até os 40 anos: Conforme os anos se passam, os exames serão incorporados a sua rotina ginecológica, devido a patologias que se adquirem com o avançar da idade, como:
  • Ultrassom das mamas: importante para detecção de lesões, cistos ou nódulos, para prevenção do câncer de mama;
  • Hemograma: para detecção de HIV, HPV e outras doenças sexualmente transmissíveis, assim como diabetes, colesterol e tireoide;
  • Exame de ultrassom transvaginal: avaliação profunda de útero, trompas e ovários;
  • Papanicolau: para prevenção do câncer de útero;
  • Colposcopia: para detectar a presença de lesões na vagina ou no colo do útero, caso surja alteração no exame anterior.
  1. Após os 40 anos: Mantêm a mesma rotina da faixa etária anterior, porém, se acrescenta um exame para as mamas:
  • Mamografia: Oficialmente indicada apenas para as mulheres acima dos 45 anos, salvo indicações médicas específicas, este exame serve para a detecção do câncer de mama.

Além da visita regular ao seu ginecologista e os exames acima, é importante optar por uma vida mais saudável, já que as mulheres possuem uma predisposição maior para determinadas doenças, portanto, o melhor é prevenir.

Coma alimentos mais saudáveis, optando pelas frutas, vegetais e folhas cruas. Elas contêm proteína e uma quantidade considerável de enzimas que ajudarão o seu organismo a ter uma melhor desenvolvimento, inclusive auxiliando no emagrecimento. Também não se esqueça de beber muita água, pois só a água é 100% absorvida pelo seu organismo, pois não contém outras propriedades que são prejudiciais ao seu organismo, sendo capaz de aumentar a sua disposição e sua autoestima.