Gestão financeira: 5 dicas fundamentais para micro e pequenos empresários

Garanta o sucesso no mercado empreendedor mantendo o controle administrativo da sua empresa em suas mãos.

Ter o próprio negócio não é fácil. Apesar de ser o sonho de mais de 30% dos adultos brasileiros (de acordo com dados do Global Entrepreneurship Monitor em parceria com o Sebrae), empreender ainda é um caminho cheio de dificuldades.

O mercado para micro e pequenos empresários é extremamente competitivo, o dinheiro para investimentos é escasso e as chances de errar são sempre mínimas. Mas entre os principais motivos que levam à quebra de pequenos negócios, problemas básicos de gestão financeira lideram a lista.

Para evitar esses erros, preparamos algumas dicas para o seu MPE.

Organize e controle suas contas

Pode parecer uma dica simples, mas uma das maiores complicações enfrentadas pelos micro e pequenos negócios é a falta de controle do caixa da empresa. Acompanhe diariamente ou semanalmente o dinheiro gasto e recebido, monitorando os valores dos custos, despesas e lucros. Assumir o controle e fazer uma análise efetiva desse fluxo evita gastos desnecessários e perdas de oportunidades de crescimento.

Vale lembrar que os custos são aqueles relacionados à sua produção ou comercialização de bens e serviços, como matéria prima, mercadorias para revenda, frete e comissão dos vendedores. Já as despesas estão relacionadas com a administração – aluguel, salário dos funcionários, contas de energia, luz, água, etc.

Separe as finanças pessoais das empresariais

Outro erro bastante comum entre microempresários, principalmente no início do negócio, é misturar as finanças pessoais com as empresariais. Não caia nessa! Crie outra conta corrente exclusiva para a empresa e não inclua despesas domésticas aos cálculos empresariais.

Para se manter no mercado é essencial saber diferenciar o faturamento (total de arrecadação em um determinado período do seu negócio) do lucro líquido (resultado do valor faturado menos os custos fixos e variáveis da empresa).

Renove seu planejamento estratégico

Muitos empreendedores se enganam ao pensar que o planejamento estratégico é um documento fixo, feito apenas no início do negócio. Manter ele atualizado periodicamente (a cada seis meses ou um ano, por exemplo) oferece um panorama melhor a respeito do cenário e segmento de atuação. Para alcançar boas metas na sua empresa, é necessário traçar bons planos.

Atualize-se

Aprender nunca é demais. Invista seu tempo em cursos, workshops e palestras – sejam eles gratuitos ou pagos. Quando o assunto é mercado empresarial, não faltam tópicos importantes para serem conhecidos e dominados na gestão financeira.

Se possível, conte também com a ajuda de um aprendiz ou estagiário. Isso pode te ajudar a pensar em novas oportunidades de melhorias e a enxergar o atual rumo da empresa.

Utilize sistemas a seu favor

Hoje, com a internet, estão surgindo cada vez mais alternativas e aplicativos para otimizar seu tempo e a gestão financeira do seu negócio. Se possível, adquira um sistema de gestão empresarial logo no início do seu projeto – ou o mais rápido possível! Quanto mais automatizado e moderno for o processo de atualização de dados, menor será a chance de erros nos cálculos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *