Use o dinheiro mais do que ao cartão de crédito

Apesar da generalizada do que é o uso de cartões de crédito para fazer compras, o fato é que, se nos acostumamos a dinheiro em caixa pode obter grandes economias do que outras formas de pagamento é não é permitido.

Não se esqueça que existem promoções, descontos e outros que podem ser utilizados com o cartão de crédito, bem como a possibilidade de financiamento em parcelas. Mas outras vezes, perdemos dinheiro com dívidas por uso indevido e comissões pela retirada de dinheiro do caixa eletrônico.

Existem quatro razões principais pelas quais é conveniente usar dinheiro:

1.- Maior conscientização da despesa para ver como o dinheiro está indo em cada compra.

2.- Gasta menos, pois faz com que o desconforto passe até a última coisa que temos. Da mesma forma, tendemos a gastar moedas e notas de baixo valor antes de grandes contas, o que diminui os gastos.

3.- Evitamos comissões e sobretaxas pelo uso de cartão de crédito.

4.- Não gastamos demais ou nos endividamos com dinheiro, a menos que recorramos ao cartão.

A dívida não é um instrumento de prosperidade

Você pode prosperar sem dívidas e prosperar com dívidas; só que prosperar sem dívidas é mais seguro, mais tranquilo, requer disciplina e caráter; Enquanto prosperar com a dívida traz um risco adicional, é mais fácil no começo, então pode se tornar estressante e devemos lembrar que tentar prosperar com a dívida é uma das principais causas da falência de indivíduos e empresas.

Muitas pessoas não podem conceber a compra de um carro ou uma casa em dinheiro, porque viver com a dívida tornou-se um estilo de vida que nos faz ter a idéia de que precisamos de dívidas para progredir. Assim como os escravos nascidos na escravidão não conseguem visualizar a liberdade, muitas pessoas não sabem como seria viver sem dívidas.

Dave Ramsey reitera ao longo de seu livro que as dívidas não são instrumentos de prosperidade e que o pagamento de juros é como um imposto que as pessoas pagam sem disciplina ou paciência para obter as coisas que desejam.