Como escolher o melhor cartão de crédito para a economia familiar?

Na Espanha existem 67,48 milhões de cartões em circulação de acordo com os dados do primeiro trimestre divulgados pelo Banco da Espanha. São 67,48 milhões de meios de pagamento com os quais, durante esse período, foram efetuadas 610.864 operações de compra em pontos de venda pelo valor de 25.203,69 milhões de euros, representando um aumento de 5,42% no ano anterior.

O cartão, uma ferramenta útil que oferece amplas possibilidades e pode nos salvar de mais de uma situação. No caso de cartões de crédito, eles devem ser usados ​​com cautela e conhecer suas condições de pagamento. Na Espanha, dos 67,48 milhões de cartões em circulação, 43,09 milhões são cartões de crédito, o que mostra que é um meio de pagamento muito presente na Espanha, mais do que o cartão de débito.

O que prestar atenção?

Forma de pagamento. Dê entidades uma escolha entre único pagamento ‘Todo o dinheiro que tem sido usado durante todo o mês é pago no final do mesmo ou no mês seguinte mora-o-e paga uma porcentagem do dinheiro gasto ou um montante fixo cada mês.

Você também pode se interessar por este artigo:

SAA MTE GOV BR Agendamento

Seguro É um ponto que muitos proprietários não sabem. Cartões de crédito muitas vezes têm associados seguro gratuito e podem ser usados ​​em caso de qualquer situação que cubra. Seguro de compras, roubo, anti-fraude, viagem, assistência ou até mesmo alguns cartões incluem seguro contra acidentes. É muito importante estar ciente da existência ou não dessas coberturas.

Descontos Outro ponto a ter em mente e que se torna uma grande vantagem ao usá-los. É comum que os cartões de crédito ofereçam descontos em determinados estabelecimentos ou devolvam uma porcentagem das compras realizadas. É comum encontrar descontos ao usar o cartão de crédito em estações de serviço. Os descontos ou devolução de compra são geralmente entre 1% e 3%.

Sem mudar de banco. Existem cartões de crédito com os quais não é necessário alterar os bancos. A operação baseia-se no fato de que a instituição financeira emite o cartão e o titular escolhe em qual conta associar os pagamentos. Uma opção confortável que impede alterações e burocracia.